13.12.2017

Manicômio nunca mais: CRP-11 e outras entidades lançam nota posicionando-se em relação às propostas de alterações da política nacional de saúde mental


Mais uma vez, as ondas de retrocesso nas questões democrático-civis tentam invadir as políticas públicas de saúde mental. Apoiada pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e pelo Ministério da Saúde, a Comissão Intergestores Tripartite (CIT) da Saúde discute amanhã, dia 14, a revisão da política nacional de atenção psicossocial e da RAPS, colocando explicitamente as comunidades terapêuticas, os hospitais psiquiátricos e manicômios como componentes importantes da rede. Diante deste cenário de desmonte na Política Nacional de Saúde Mental e de recuo nas conquistas por direitos da população e dos usuários dos serviços de saúde, o Conselho Regional de Psicologia 11ª Região, a Sociedade Cearense de Psiquiatria e a Universidade Estadual do Ceará pronunciam-se através desta nota de posicionamento e de oposição à tentativa de emplacar os modelos manicomiais como prática de saúde.

Convocamos a categoria a unir forças nessa luta conosco, para que essas alterações não sejam aprovadas e que continuemos fazendo frente e resistindo às orquestradas tentativas de assolação dos direitos civis e cidadãos.


LEIA AQUI A NOTA NA ÍNTEGRA.