21.10.2019

XIII Fórum Brasileiro da Abordagem Centrada na Pessoa emite moção de repúdio a terapias reparadoras de orientação sexual


Os profissionais do XIII Fórum Brasileiro da Abordagem Centrada na Pessoa - ACP, reunidos no período de 08 a 14 de setembro de 2019, no município de Ipojuca, distrito de Porto de Galinhas, em PE, reunindo participantes de 19 Estados brasileiros e neste documento representados pela comissão organizadora, tomam público que:
1. Essa moção reitera a moção anterior dos participantes dos Fóruns Internacional e Brasileiro da ACP, reunidos em Caucaia - CE, enviada em 30 de maio de 2013 aos Conselhos Regionais de Psicologia e ao Conselho Federal de Psicologia, repudiando as terapias "reparadoras" de orientação sexual;
2. Os Fóruns Brasileiros da ACP são os espaços científicos oficiais de reunião bienal de profissionais de diversos campos do conhecimento, referenciados pelos princípios da ACP, com o objetivo de dialogar sobre as práticas profissionais e seus avanços teóricos, em busca de contemplar as demandas de desenvolvimento e acolher o sofrimento psíquico da população. Esses eventos científicos se inspiram na constituição Brasileira, especialmente nos Artigo 1 (incisos II e III); Artigo 3 (incisos I, III, IV) e Artigo 5 (incisos I, II, III,) e nas tradições mundial e nacional da Psicologia Humanista da Abordagem Centrada na Pessoa;
3. Destacam a Resolução CFP 001 /99 do Conselho Federal de Psicologia quando afirma: "Para a Psicologia a sexualidade faz parte da identidade de cada sujeito e, por isso, práticas homossexuais não constituem doença, distúrbio ou perversão." Essa resolução foi alvo de ação popular (número 1011189-79.1017.4.0l.3400), movida por um grupo de psicólogos que defendiam o uso de terapia de reversão sexual (...). 

Continue lendo a moção na íntegra aqui.